Feedback

Feedback

O significado de feedback é utilizado em teorias da Administração de Empresas, quando é dado um parecer sobre uma pessoa ou grupo de pessoas na realização de um trabalho com o intuito de avaliar o seu desempenho. É uma ação que revela os pontos positivos e negativos do trabalho executado tendo em vista a melhoria do mesmo.
No âmbito da Psicologia, o feedback é também descrito como devolutiva, uma vertente da comunicação interpessoal que pode servir para minimizar conflitos entre indivíduos.
Segundo a Exame.com de 17/03/2015, reuniões de feedback costumam dar calafrios em profissionais de todas as idades e níveis hierárquicos. E não só no caso do avaliado: quem precisa fazer comentários sobre o desempenho do outro também está sob pressão.
Sob a influência de medos inconscientes, as duas partes tendem a entrar num modo defensivo – o que, além de gerar desgaste emocional, pode ameaçar a eficácia do processo.
Tomar certos cuidados antes, durante e depois da reunião pode evitar que a tensão coloque tudo a perder. Conheça 8 regras universais que garantem o sucesso da conversa em qualquer contexto hierárquico.

Seguem algumas orientações:

  • Comece sempre pelo que há de bom: O início da reunião deve ser leve e se concentrar sobre os pontos positivos da outra pessoa. Mas não pode ser falso. “Você precisa pensar em qualidades que realmente enxerga nela, algo que você sinta de verdade”. Elogios sinceros ajudam a diminuir as defesas do outro e a dissolvem parte da tensão da conversa.
  • Jamais seja genérico: Tanto comentários positivos quanto negativos precisam ser palpáveis. É melhor trazer exemplos, citando datas e horários específicos em que ela cometeu os deslizes. O objetivo, aqui, é legitimar a sua crítica e trazer a discussão para um plano objetivo.
  • Crie um ambiente estratégico: Feedbacks não podem ser dados em qualquer lugar.
  • Estabeleça regras para a conversa: Para que a conversa não se reduza a um jogo de acusações e defesas, uma tática aconselhável é pedir que, enquanto você fala, o outro apenas escute.
  • Evite Julgamentos: Em vez de lançar frases como “você é” ou “você fez”, é melhor usar sentenças que comecem com “eu sinto que você é” ou “eu tive a sensação de que você fez”, por exemplo.
  • Escute também: Depois de comunicar a sua avaliação, chega a hora de se calar e ouvir as respostas do outro.
  • Conclua de forma rápida: O fim da conversa deve ser uma breve recapitulação do que foi discutido, sem delongas.
  • Dê reforço positivo: Encoraje a pessoa para a mudança.

Comentários fechados.